OTCON na mídia

16 de Janeiro de 2017

Governo muda as regras do Minha Casa, Minha Vida

Flávia Alvarenga - Jornal Hoje

O governo vai mudar as regras do programa Minha Casa, Minha Vida para ampliar o número de possíveis beneficiários. As medidas buscam reaquecer um dos principais setores da economia - a construção civil - e gerar mais emprego na área. A meta do programa é construir 610 mil novas unidades este ano.

As mudanças no Minha Casa, Minha Vida serão anunciadas pelo presidente Michel Temer e pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo. As faixas de renda terão novos valores. O teto vai aumentar e mais gente vai poder participar do programa.

Atualmente existem quatro faixas de renda. A faixa 1 é voltada para as famílias mais pobres, com renda bruta mensal de até R$ 1.800 - nesse grupo não vai ter alteração.

As mudanças serão nas outras faixas:

- na faixa 1,5, a renda que hoje é de R$ 2.350 vai subir para R$ 2.600.

- na faixa 2, o teto vai passar de R$ 3.600 para R$ 4 mil.

- e na maior faixa de renda, que é a 3, passa de no máximo R$ 6.500 para R$ 9 mil.

O governo também vai mexer nos juros, mas ainda assim serão menores do que os de mercado. Vai mexer também no valor máximo do imóvel para quem vai usar o FGTS na compra. Em São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal, o teto passa de R$ 225 mil para R$ 240 mil. Nas outras cidades sobe de R$ 170 mil para R$ 180 mil.

As medidas ampliam o público-alvo do programa, mas quem compra um imóvel pelo Minha Casa, Minha Vida nem sempre encontra a casa dos sonhos. Uma reportagem do jornal Estado de S. Paulo mostrou que quase metade dos imóveis tem problema.

A TV Globo teve acesso ao relatório do Ministério da Transparência. A avaliação encontrou falhas de execução em 48,9% das unidades da chamada faixa 1, construídos entre 2011 e 2014.

De acordo com o Ministério, isso significa que em pelo menos 336 do universo de 688 empreendimentos há problemas. Os principais problemas são trincas e fissuras (30,8%), infiltração (29%) e vazamentos (17,6%).

A Caixa Econômica Federal é responsável por acionar as construtoras quando há problemas nas casas e apartamentos do Minha Casa, Minha Vida. Em relação aos defeitos apresentados no relatório do Ministério da Transparência, a Caixa informou, por meio de nota, que já está tomando as medidas necessárias e que a empresa responsável pela construção pode ficar impedida de fazer novas operações de habitação com o banco.

.

16 99116-9752
16 3289-1657
ONLINE